• +55 (41) 3010-9831
  • secretaria@assembleiadedeuscic.com

SERVINDO COM A MENTE E O CORAÇÃO

SERVINDO COM A MENTE E O CORAÇÃO

CRISTO: EXEMPLO NO SERVIR

“PORQUE O FILHO DO HOMEM NÃO VEIO PARA SER SERVIDO, MAS PARA SERVIR E DAR A SUA VIDA EM RESGATE DE MUITOS” (Marcos 10.45).

“PORQUE PARA ISTO SOIS CHAMADOS, POIS TAMBÉM CRISTO PADECEU POR NÓS, DEIXANDO-NOS O EXEMPLO, PARA QUE SIGAIS AS SUAS PISADAS” (1ª Pedro 2.21).

SERVINDO COM A MENTE E O CORAÇÃO

Coisas a se pensar!

“Porque, como imaginou a sua alma, assim é” (Pv 23.7)

“Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo oque é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o pensamento de vocês” (Filipenses 4.8 NAA)

“O que entra em nossa mente e ocupa nosso pensamento em algum instante sai por nossa boca” (John Maxwell).

Ele fala o que pensa. Podemos reter um pensamento por alguns momentos mas em alimentando-o acabará saindo pela nossa boca. Pense nisto!

“O que ocupa sua mente e o que você pensa pesa mais do que todas as coisas. Sua percepção da vida determina quanto você ganha, onde vive e quem se tornará” (John C. Maxwell).

  • Dois pastores perguntaram em uma conferência:
  • Acho que construirei uma igreja para duzentas pessoas o que você acha? Concordo respondeu John.
  • O segundo pastor disse: acho que posso construir uma igreja para mais de quinhentas pessoas, o que você acha? Concordo respondeu John.
  • Quando o primeiro pastor demonstrou descontentamento mediante ao assentimento para ambas às ideias John concluiu: “O que determina o sucesso do crescimento de vocês, mais que qualquer outro ingrediente, é o que você pensa que pode fazer”.
  • Alguém disse certa feita: “Tenha cuidado com o que ocupa sua mente, pois isso determinará em grande parte o que você se tornará amanhã”.
  • Três observações necessárias para ter uma nascente mental limpa:
  • O ambiente em que se vive influencia consideravelmente nossos pensamentos.
  • O tempo livre é o terreno mais fértil para satanás apresentar as maiores tentações que levarão muitos a contaminar sua fonte de pensamento.
  • As pessoas com quem nos associamos determinam boa parte do que se pensa. Quem são nossos amigos íntimos?

II) UM BURACO NO TELHADO: QUEM FEZ? (Marcos 2.1-12)

  1. QUEM SE IMPORTA? Aqueles quatro homens se prontificaram a levar seu amigo doente a Jesus. Eles com certeza seriam privados de receber o que muitos receberiam ao abrir mão de coisas em favor de um amigo. Se preocupar com o outro sem esperar receber algo em troca
  2. A MÚTUA COOPERAÇÃO. Espírito de equipe no reino de Deu é para quem ocupa a mente e o coração de um profundo altruísmo. O sucesso do empreendimento só foi possível quando os quatro seguraram o seu lado na maca.
  3. Se um dos quatro desistisse, a missão dos quatro seria fracassada.
  4. Recordemos a vitória de Israel contra os Amalequitas no deserto em Êxodo 17 mediante a sustentação das mãos de Moises por Arão e Hur os inimigos foram vencidos.
  5. Seria de máxima utilidade que cada um de nós percebesse que precisamos uns dos outros. A UNIÃO É O INÍCIO; TRABALHAR EM CONJUNTO PRODUZ VITÓRIA.
  • OS DESAFIOS DA OBRA E A FÉ QUE ROMPE BARREIRAS E IMPEDE A DESERÇÃO. Os empecilhos para concluir a missão eram enormes aos quatro amigos. Ao chegarem á casa onde Jesus estava a multidão atravancava a porta; a maca carregando um homem estava pesando; Enfim. Olhando para os obstáculos eles bem poderiam desistir. Mas o que fizeram? Acessaram o terraço e abriram o telhado!
  • Determinação e foco são preponderantes no cumprimento do dever. Perguntaram ao ex-campeão de pesos pesados james J. Corbett o que era necessário para se chegar ao topo, ele respondeu: “Lutar mais round”. Depois o mesmo acrescentou: “Quando você estiver tão cansado que tem de se arrastar até ao meio do ringue, lute mais um round”
  • AS NOSSAS PRIORIDADES IRÃO DEFINIR NOSSO EXITO NAS RESPONSABILIDADES QUE ASSUMIMOS. Aqueles que depositam corações e mentes nas lides do Senhor invariavelmente são focados nas prioridades.
  • Alguns questionamentos nos sobem á mente diante desafios da chamada: a) Nunca fizemos isso antes; b) Isso pode atrapalhar o andamento do trabalho, Jesus está falando á multidão!
  • Lembremos: São as pessoas dispostas a abrir buracos em telhado que ditam o ritmo, derrubam barreiras e por isso por meio delas Deus continua a operar milagres no meio do povo!

III) QUEM CONSEROTU O TELHADO?

  • John Maxwell deu um acabamento fantástico ao enredo deste magnifico acontecimento no ministério terreno de Jesus,
  • Depois da grande obra realizada por Jesus na vida do amigo paralítico dos quatro companheiros ficamos a imaginar: E o telhado? Quem consertou o telhado?
  • Em primeiro lugar não foram os expectadores curiosos que repararam o telhado. Eles eram atraídos ao culto pela curiosidade e não por Cristo!
  • Não foram os críticos de plantão encabeçados pelos escribas e Fariseus. A marca distintiva desse grupo é a crítica ácida que corrói os ânimos.
  • O “clube do abençoa-me” nem de longe consertariam o telhado. Esse grupo vive sempre á busca de emoção sem nada fazer para obtê-la.
  • Os que buscam emoções momentâneas em busca de um milagre não vão reparar o telhado. Espalhar a notícia do grande milagre era mais importante para eles, o buraco no telhado pode esperar! Era tarefa muito humilde para receber louvores.
  • Os presentes que de perto assistiram o estupendo milagre não ajudaram a consertar o telhado. Eles nem sequer abriram caminho para que os quatro amigos levassem o paralítico diante de Jesus. Eram frios! Não, não iriam se importar com um telhado quando não se importaram com seu semelhante.
  • Afinal de contas quem consertou o telhado? Não fica claro se os quatro homens que fizeram o buraco consertaram o telhado. Logo, quem consertou o telhado independente de quem seja, serviu a Jesus por quem ele era e não por aquele que ele fazia!
  • Pensemos… Numa atmosfera espiritual as pessoas se empolgam a ponto de fazer coisas inusitadas como abrir um buraco no telhado. Mas quando a euforia do momento passa fica a impressão de que com as bênçãos vem também o ônus que alguém vai arcar.
  •  O tipo de pessoa que conserta telhado gosta mais da mensagem do que dos milagres, gosta mais da vida do que dos pães, da verdade do que das emoções.
  • Essas pessoas sempre aparecem no grupo. Ele é sempre uma benção. A fidelidade, a lealdade e a confiabilidade são a marca registrada na vida desses indivíduos.
  • Quando a animação dos demais passa e todos se vão ele (a) estará ali pronto para pegar os pedaços e consertar tudo fazendo o trabalho humilde!
  • Quem consertou o telhado sabia que a cruz vinha antes da coroa.
  • Esse reparador de telhado abraçou o princípio anunciado por Jesus: “Porque aquele que quiser salvar a sua vida perde-la- á, e quem perder a sua vida por amor de mim achá-la-á” (Mt 16.25).
  • Finalmente, a pessoa que consertou o telhado depois da dispersão da multidão, com certeza amava Jesus a ponto  de entender que nenhum trabalho é irrelevante no reino de Deus!
  • Inquestionavelmente, o reino de Deus avança por meio de pessoas de pouco talento fazendo trabalhos humildes para um grande Deus!
  • É maravilhoso pensar que Deus precisa que todo telhado que ele encontrar seja consertado. Sejamos nós esse indivíduo empolgado e devotado o suficiente para fazer o que é enfadonho. Quanto tempo nós temos?

LIVRES PARA SERVIR

  1. A maior barreira a ser quebrada para o bom serviço do Senhor é a busca de aprovação dos homens quando o que mais importa é termos a aprovação de Deus.
  2. Embora Jesus se importasse com o que pensavam sobre ele não se deixava prender por isso uma vez que o que importava era fazer a vontade do pai. Se o pai estava satisfeito, assim tanto fazia lavar os pés dos discípulos quanto pregar o sermão do monte! (Erwin Lutzer).
  3. O sentimento mais digno que qualquer homem possa nutrir é o de não ter que provar nada a si mesmo e nem sentir a necessidade de estar sob os holofotes e por isso mesmo não ter problema em admitir o sucesso dos outros.
  4. Deixemos de viver a tensão entre o que somos e o que as pessoas desejam que sejamos. Após alimentar a multidão eles queriam fazer de Jesus Rei. Mesmo decepcionando seus seguidores Jesus recusa tal oferta pelo fato de naquele momento não poder atender aos anseios do povo.
  5. Antes de morrer Jesus declarou que consumou a obra que o pai lhe confiou mesmo com as centenas de pessoas que continuaram doentes e outras centenas continuaram a não crer nele. Servir ao Senhor não é arcar com todo o ônus da obra. Não se sacrifique por nada por reputação! Simplesmente mantenha seu relacionamento com Deus.
  6. Em uma equipe se um membro cresce puxa todo mundo. O sucesso do meu irmão no ministério não ameaça o meu crescimento. Quando o Espírito Santo desceu sobre os setenta anciãos em Números 11.29 Josué ficou incomodado. Ao que Moisés inquiriu: “Você está com ciúmes por mim? Quem dera todo o povo do senhor fosse profeta e que o Senhor pusesse o seu Espírito sobre eles”.

Auto: Pastor Ozias Gonçalves Soares

ieadcic

Leave a Reply

Fale Conosco
Olá, eu gostaria de...